.................d


20/01/2009

.
Vislumbro o amanhã
Enquanto languidamente dispo da máscara
Marcada por algo que não sou...
.
Agora sim...sinto-me eu!
Totalmente desnuda e limpa
É assim que te esperarei...sempre!
.
Momento que desejo e quero!!
Imagino...e deixo-me voar nele ao som do meu silêncio
Marcado unicamente pelo meu acreditar...
.
.
........Sei que o que me faz sorrir...é nunca deixar de acreditar!
.......Sei que algures...não interessa onde, quem, como...existes!
.
.
(Som do Silêncio)

10 comentários:

martinha disse...

:)

"Acreditar em algo e não o viver é desonesto"
(Mahatma Gandhi)

Fica bem
1 beijo
martinha

AF disse...

como sempre, palavras bonitas ;)

beijinhosilencioso

Só Eu disse...

Traça a rota, diz-me em que praia o mar te afaga, para onde a luz do teu farol me deve conduzir, que EU VOU!
Pudesse eu fazer-te sorrir...
Beijinhos com muita ternura
Ricardo

Isa disse...

Existe tanta verdade naquilo que escreves.
Nem imaginas como me revejo nesta imagem.

Gostei muito.

Azul disse...

Olá Linda!!!

Num ápice... sim, porque sabes que ando a contra-relógio... (hehehe)

Claro que existe!!! e quando menos esperares... (VOILÁ!!!!) :):)


XI-CORAÇÃO para ti...

Jose disse...

É raro vir aqui ao teu cantinho sei que não tenho perdão.

Mas como sempre a sensualidade dos teus poemas são lampejos de inspiração para mim.

Um beijo

José

Pierrot disse...

Irei sim, ah, e adoro anagramas :-)
Bonito post
Bjos daqui
Pierrot

coquin disse...

Contemplamos o teu blog com o selo "Sobrevivente ao Romantismo". É um prazer visitar este recanto da escrita, onde se respira a arte de escrever...

http://sentimento-calmo.blogspot.com/

Abraço

joão marinheiro disse...

Voar...
beijo voador

Tiago M. R. de Andrade disse...

D eslumbras
E nredos
I nevitáveis (de)
X xisto
A nte
-
T odo
E esse

C castelo
H umano
E enxuto (que)
G astas
A amanhecidamente (e)
R ecordas-te

um pouco mais perto. De ti.

Beijo,

T.