.................d


23/01/2010


Deixo-me levar neste bailado de pensamentos...
Sinto-me a planar em emoções que não as sei explicar,apenas as sei sentir.
Sou envolvida por uma sensação de serenidade que me acalma e que me liberta de todas as limitações a que sou de certa forma imposta diariamente.
Deixo-me levar....somente.
Preciso de sentir que as minhas necessidades são verdadeiras e não apenas fruto da minha imaginação, pois por vezes penso que preciso...quando na verdade acaba por ser somente um desejo, mas que não me satisfaz.
Deixo-me levar...
Gosto desta sensação de levitação onde o meu corpo é conduzido para algures. Não sinto medo nem receio do desconhecido, pelo contrário, sinto-me segura, pois sei que me leva a bom porto, pois ninguém melhor que ele sabe onde posso serenar e deixar-me envolver pelos meus pensamentos e onde exerço a minha necessidade de meditação.
Deixo-me levar...e gosto!
.
.
(Som do Silêncio)

12 comentários:

Maria disse...

E eu gosto do que escreves. E gosto de capicuas. 12721...

:))

BlueAngel disse...

Deixar-nos levar quando a maré é serena e estamos em paz é tão tranquilo que nos reforça a alma e o coração...
:*

martinha disse...

E faz-nos tão bem !!!

esse "Deixo-me levar...e gosto!"

:) gosto do que escreves
Fica bem me anjo
Martinha

olinda silva disse...

Que trio maravilhoso!!
(a foto, as palavras e a música)
beijos dos meus...

Tatiana disse...

Obrigada por sua presença e palavras deixadas em meu blog.

Fico encantada com a sua forma de dar vida as letras com a sua emoção.

Um beijo carinhoso

Mågø Mër£Îm disse...

Em determinadas situações, deixar-se levar é o melhor caminho!

A.S. disse...

Ah!... É uma delicia ler-te!!!


Beijosss
AL

Miguel Ribeiro disse...

O texto por si só já me diz muito, mesmo muito. Porque também eu adoro deixar-me levar, deixar o meu ser ao sabor do mal que é a alma, ao sabor do vento que é o pensamento...

Mas a música com o texto... é uma perfeita harmonia. Parabéns,

Beijo Miguel

Juci Barros disse...

Muito lindo.
http://compromissocomoacaso.blogspot.com/

filipa disse...

E já te aconteceu estares tão serena e calma, que parece que a alma te sai do corpo e vagueia por entre o desconhecido, enquanto tu estás ali, imóvel, a disfrutar do silêncio?

Gostei muito.

Beijinhos*

ParadoXos disse...

beija-me levar um abraço daqui, também!

:-)




palavras à flor da poesia!

A.S. disse...

Voa! Onde só os mais audazes
podem ir do real ao irreal
procurar essa paz universal
e os seus sonhos são aves
em voo sereno e triunfal...


Beijos
AL