.................d


26/06/2009




Porque me apetece falar dele....ao som de um dos videos que mais gostei!


No dia 26 de Setembro de 1992, lembro de estar excitadíssima, pois ía a Alvalade assistir ao concerto de Michael Jackson.
Não foi "O Concerto" que esperava, pois ficou um pouco aquém das minhas espectativas, mas foi um concerto que me deixou satisfeita. Quando digo que ficou aquém das minhas espectativas, é pela simples razão que foi feita uma divulgação a meu ver excessiva que nos deixou com água na boca, e depois não foi bem isso que aconteceu. Anunciaram que os bilhetes estavam esgotados, o que não foi verdade, pois existiam imensos lugares vazios, e a própria organização não esteve no seu melhor, mas isso sempre atribuí às exigências exageradas do Michael Jackson. No entanto, cantei, dancei, e saí de lá a dizer "ena, já vi um concerto do Rei do Pop".
.
Embora a diferença de idades entre mim e o Michael seja de 10 anos, tenho consciência que cresci com as músicas dele. Fascinada pelas coreografias dele, os fantásticos telediscos, não posso dizer que era uma fã incondicional dele, mas admirei o seu trabalho ao longo dos anos.
Operações, mudanças de cor ou não, escândalos, pois nunca saberemos se eram verdades ou puras notícias para vender, não posso deixar de dizer que não esperava mais dia menos dia algo como o que aconteceu.
A sua excentricidade era de facto absoluta, movia multidões, mas não lhe posso negar o mérito conquistado ao longo dos anos.
Era previsível que algo do género acontecesse, e quando ouvi que ele estava a ensaiar para voltar em grande com os 50 concertos agendados, sempre pensei "se deres 20 já dás muitos", pois debilitado como ele estava, era impossível.





.
Hoje, soube da sua morte. Só me ocorreu uma frase o dia todo, pois não se falava de mais nada senão do acontecimento...

.
Procuraste a perfeição (e não precisavas) e acabaste com a imperfeição....
Temias envelhecer....
Isso conseguiste, pois nunca irás saber o que é envelhecer!
Descansa agora em paz!


Para mim, és agora uma lembrança, tal como o Elvis ou o meu querido Freddy, que voz igual, jamais haverá...

.


(Som do Silêncio)

9 comentários:

Flor de Lótus disse...

Boa noite.
A imaginação oferece às pessoas consolação por aquilo que não podem ser e humor por aquilo que efetivamente são."


(Albert Camus)
Beijos

Su disse...

gostei de ler.t


assim foi........



jocas maradas de sons

- εїз Fabi εїз - disse...

Sem sombra de dúvidas, o MAIOR icone da musica que já existiu. Pena, não somente maior em talento, mas também em sofrimento, em luta para ser o que não era, em luta para ser a criança normal que nunca pode ser.

A musicalmente falando, o mundo nunca mais será o mesmo.

Amiga do Cafa disse...

Passei aqui pra dizer que fiquei triste com a morte do Michael.
Sim , eu também cresci com ele. Eu conheci ainda no Jackson Five.
E depois ele foi crescendo, mudando...
Nunca vi um show de Michael.
Mas é isso. Michael era a última lenda viva.
Assim como Beatles e Elvis.
Agora acabou.
Acredito que Michael não conseguia mais ser Michael.
O que ele fazia era tão fantástico, que ele não ia conseguir repetir a façanha.
Que descanse em paz.
Paz....uma coisa que ele nunca teve em vida com um espírito atormentado, tinha a " tragédia" como sombra. Aliás, sombra que persegue grandes ídolos.

acutilante - frank verlag disse...

Pois...

NobreSol disse...

Menina, qual poesia é sua?????

Som do Silêncio disse...

NobreSol

Acho que fui bem clara no post que te deixei, mas volto a repetir.

Tu, no dia 19/01/2009, publicas este texto
http://nobresol-palavrassoperfumes.blogspot.com/2009/01/com-ela.html

que eu escrevi no dia 04/12/2006. Colocas uma imagem que eu coloquei e tudo.
o final, dizes que é de autora desconheces a autora. Pois bem, eu deixei-te a indicação que a autora sou eu.
Por acaso eu disse alguma coisa errada? Não me parece...
Não li o teu blog tudo, pois não me apeteceu encontrar outro texto meu assinado como "desconheço autoria".
Não me importo qu publiquem os meus textos, é sinal que gostam, mas por uma questão "honestidade", digam quem os escreve.
Se os escrevo, por algum motivo é, é algo pessoal, como tal, não é muito correcto vê-los noutro blog.

Penso que não precisas de mais esclarecimentos.

variasformasdearte disse...

Sem dúvida o Rei do Pop, muito ao seu estilo, um artista perfeito!

Com pena, soube da noticia e embora não seja sua fã, sou de certeza sua admiradora, enquanto criativo, artista, sua entrega total naquilo que sabia fazer melhor...

Embora tenha ficado quase chocada com a noticia, penso que todos sabiamos que mais cedo ou mais tarde, era inevitável, pela sua opção de vida, da maneira violenta que cuidava do seu corpo e da própria alma, quase dava dó, ter o mundo a seus pés e simplesmente desejar um gelado, ir ao supermercado... enfim, andar pela mundo como um ser vulgar e isso penso que seja uma coisa que ele nunca compreendeu muito bem, porque não o podia fazer e porque não o deixavam fazer, enfim...

Para que serve ter tanto dinheiro e ser reconhecido, se depois não podes fazer coisas tão simples e banais, como aquio que fazemos todos os dias?! Coisas que para ele eram impossíveis!

Só posso lhe desejar um Big Adeus e que encontre o que sempre procurou... e a Ti um Big Kiss.

Bailarina de Papel disse...

Ola!
Nem acredito que o foste ver! :)

' Muito bom gosto musical! *
Gosto das coisas que escreves. É tudo, muito profundo...
Xau.
Beijinhos!