.................d


05/05/2009

.
Não...não separo!
.
Um corpo sem paixão não faz sentido.
Como poderia viver sem sentir paixão? Não sei, nem quero saber!
Gosto de sentir paixão pelo que faço, pelo que quero fazer, e jamais o poderia separar...
.
Um corpo sem paixão é um corpo sem vida.
É um corpo insensível, que vive na obscuridade!
Não concebo a partilha seja ela qual for, sem paixão, sem emoções, sem sentimentos...
.
Um corpo sem paixão é um corpo infeliz.
É um corpo que não sorri, é um corpo patético, e que não passa de apenas mais um corpo.
Apenas vive sem cor, sem objectivos, sem vida...
.
Não...não separo!
Preciso chorar, sorrir, dar, querer...
Preciso receber, partilhar, memorizar...
Preciso acima de tudo...Sentir!
.
.
(Som do Silêncio)

11 comentários:

A.S. disse...

O corpo existe para desfrutar todos os prazeres,
todas as paixões!
Sentir a loucura de todas as emoções!...


Beijos doces!

Nilson Barcelli disse...

Tens toda a razão.
O corpo não pode ser separado das emoções.
Gostei do teu texto, abordaste um tema muito interessante.
Boa semana, beijos.

martinha disse...

Um corpo com paixão Vive Verdadeiramente...

A ti meu anjo um beijo de quem sente paixão por tudo que a envolve

fica bem
martinha

joão marinheiro disse...

toda a razão...
gosto da foto.
beijo de regresso

olinda silva disse...

Lindo!!
Sabes... acho que não és o "som do silencio", mas o som da alma, do coração...
beijo

Sonhos e Devaneios disse...

eu tambem nao sei viver sem a paixao...sem as loucuras da paixao.
beijos joao

susaninha disse...

Não eu também não separo, eu sinto e amo sou amada...

lindo o teu post

Que um anjo te ilumine

Beijos

ZeManel disse...

"Preciso acima de tudo...Sentir!"
Bjss :))

A.S. disse...

Um corpo sem paixão... simplesmente não vive!


Doces beijos...

Flor de Lótus disse...

Boa tarde.
"A bondade constante pode realizar muito. Assim como o sol derrete o gelo, a bondade faz com que o desentendimento, a desconfiança e a hostilidade evaporem. "

(Albert Schweitzer)

beijos na alma

Kaercher's disse...

Adorei! Você escreve muito bem! Abraço!