.................d


01/01/2008

Passo na porta do Teatro das Emoções...
Fico com Vontade de entrar. Toco.
A Simpatia abre-me a porta e convida-me a entrar. Retribuo o sorriso e encaminho-me para a sala.
Vejo um palco, correria de um lado para o outro. Sinto-me baralhada, e limito-me a assistir ao que se passa dentro daquela sala.
Sorrio quando o Óbvio passa por mim a zangar-se com alguém porque deixou de fazer sentido, deixando o seu lugar na plateia à Dúvida.
Apercebo-me que o espectáculo já tinha iniciado...

Ouço palmas. É a Desconfiança que docemente avança pelo palco, cruzando olhares com a Certeza mas evitando o olhar com a Honestidade.

Atrás de mim ouço vozes bem altas.

É a Censura que quer entrar mas o Bom Senso que está na porta não o permite, argumentando que tudo o que a censura diz no momento são apenas palavras sem sentido.

Olho para os camarotes, e vejo a Sedução a troçar com a Timidez. Mostra-se senhora de si e sorri como só ela o consegue fazer....tanto naturalmente ou quando quer ou pretende algum objectivo. A timidez...senta-se no seu cantinho, sabendo que nada irá dizer ou fazer...

Penso em fazer algo, mas uma voz sussurra-me "tem que ser ela a conseguir, só ela"...olho, era a Razão!
Ouvem-se passos fortes na sala. Todos olham, e o Orgulho entra, fala, ordena...mas por muito pouco tempo, o que o deixa furioso.
A responsável por tal é a Sensibilidade que percebendo o que se passava, docemente passa por ele, sorri e acena-lhe. Ele fica sem argumentos para mais....e senta-se no seu lugar, muito quietinho.
O Amor vem de mão dada com a Amizade, junta-se ao Respeito que já o esperava e encaminham-se para a Harmonia, onde passam momentos agradáveis.
Por entre as cortinas, a Inveja ferve! Diz "preciso fazer algo para acabar com esta palhaçada de sorrisos e abraços".
Vai ter com a Traição que a olha com desconfiança, mas que acaba por alinhar. Deixam no ar uma maléfica gargalhada.
Voltam sorridentes, anunciam-se e entram em cena....mas...., nesse preciso momento notam que algo está mal.
Tenho vontade de rir com o que vejo, mas deixo-me ficar...
Inveja e Traição pedem para acender as luzes, e percebem que o Teatro das Emoções está vazio. Apenas com cadeiras vazias e eu a assistir....
A Humilhação tomou conta delas. Ninguém sabe delas desde então, embora se diga que foram vistas na Rua da Solidão, abraçadas....mas eu são sei....não sei onde fica tal rua.
Estou sozinha no Teatro. Fecho a porta, e sigo o meu caminho...
Quem sabe se um dia voltarei?
Não sei...

(Som do Silêncio)

24 comentários:

joão marinheiro disse...

2008.
Fico a pensar nestas palavras agora...
Abraço de inicio de ano. Posso?

Angel disse...

Uhauu...Som do Silêncio...entramos em 2008 com uma escrita muito boa...apesar de sentir um bocadinho de tristeza...espero que tenhas um Ano muito Bom cheio de muita Felicidade...Amor...e muita Paz.. um grande sorriso para ti..=)

Maria disse...

Gostei do teu "teatro de emoções"... dá para pensar...

Bom Ano, um beijo

Pecadormeconfesso disse...

Texto muito bem conseguido.Gostei.Muito cheio de tudo.

lurainbow disse...

Mas que maximo SILENCIO ... Amei eu adoro a maneira como te descodifico . Por Vezes soa a MIM :))
Beijinhose obrigado adorei este teatro. Volta mas volta de MANEIRA a que ele termine com muitos alausos e de Pé de Preferncia :))

Beijinhos e um 2008 EStrondoso , magnifico e Brilhante ...

alexandrecastro disse...

vinha de passagem e resolvi entrar!
gostei do que por aqui se respira. beijinho e bom ano 2008

Rafeiro Perfumado disse...

Atreva-se a não voltar, vai ver o que lhe acontece!

Pedro Branco disse...

Genial este teu texto. Mesmo.

Vou guardá-lo na minha cabeceira.

Beijo.

su disse...

Simplesmente espectacular e genial este texto! Fabuloso! É de ler e reler pois fica-se encantado!
Grande Senhora do teatro das Emoções puxo-lhe a cadeira para se sentar e aplaudo-lhe de pé! :))
Afinal, não estavas sozinha!! ;)

Bom ano. De certeza que só o pode ser...com uma inspiração poderosa destas, logo ao início!

Beijos me fio aqui da Teia.

FM disse...

Gosto da forma como usas as palavras, como transcreves emoções... como lidas com as sílabas... Parabéns!
Bom Ano!

Azul disse...

Bom dia Amiga!!!!

Torna-me a dizer que não sabes escrever que depois conversamos as duas... ah pois é... :):)

Amiga, de pé, aplaudo esta "peça"!
Parabéns. Está magnifico.

E sabes que mais?!!? Se começas o ano com esta inspiração toda... uiiii... nem quero imaginar o final.... :)

Beijo Grande e mais uma vez um excelente 2008 para ti.

Azul

oArtista disse...

Perante tal Escrita, o Silêncio toma o lugar da Palavra, o Sorriso aparece a correr, abraça a Alegria e saem os dois de mão dada.

O Árabe disse...

Bela página, amiga. E você voltará, sim... todos voltamos a esse teatro, sempre! :)

Paula disse...

Meu Deus foi coincidência ou as duas colocámos uma poesia sobre teatro no dia 1 de Janeiro?!
Este teatro de emoçoes adorei!
A vida, a existência humana é toda ela repleta de arte trágica!
Também eu fiquei sózinha no palco sem saber que a peça já tinha acabado há muito!
Tragédias humanas!
Adoro o seu blog!!
Abraço sincero

Maçã com Canela disse...

Linda esta tua peça!Que esta entrada em cena neste novo ano seja feita de muitas alegria e como alguem referiu muito aplaudida e de pé!

Bj

MADRUGADA... disse...

Tu, não traíste a sensibilidade do bem-escrever.

Levanto as cortinas e saio satisfeito.

Adorei...!

lampâda mervelha disse...

Adoro um bom inicio!

Sha disse...

Olá Som!!

Já não pasava por aqui há algum tempo!

Venho desejar-te um 2008 cheio de sorrisos, saúde e toneladas de €€€€ !!
Que realizes muitos desejos e que este ano seja sempre uma caminhada para a frente e para cima!

Um beijinho
Sha

Brain disse...

SdS,

GREAT, GREAT, GREAT!!!!!

Um Beijo meu.

suruka disse...

Olá Som

Ja oiço a 3 pancadas
o 1º. acto vai começar.

Quanta emoção. Quero ser actor
por um minuto.

És duma imaginação incrível.

bjs

FM disse...

As palavras são, por vezes, úncias... em termos de imagens. Parabéns!

Nilson Barcelli disse...

Este texto é soberbo.
O teatro da vida é exactamente assim.
Li mais alguns posts, nomeadamente poemas, e gostei. Escreves muito bem.
Beijinhos

PS: Obrigado pela tua 1ª visita. Volta sempre (eu voltarei).

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá amiga, gostei!!!!!!
Bom fim de semana.
Beijinhos,
Fernandinha

Baraújo disse...

Enorme e Bonito.

enorme, não é na questão de teres escrito muito ou pouco... Enorme pq é profundo o q escreveste...

Bonito... bonita a peça que desenhaste através do silêncio das palavras...

beijo enorme.