.................d


23/11/2006

Nunca deixes....


... que o teu fogo
apague esta minha sede de ti!
Nunca deixes que este meu dilúvio de sentimentos
incendie o teu ser.
Nunca deixes..peço-te
que toque no fundo do poço...
a rigidez do nosso gostar!
(Som do Silêncio)

12 comentários:

Rui Castro disse...

Absolutamente fantástica a maneira como brincas com as palavras, dando ao mesmo tempo um sentido tão profundo.
Fabuloso.
Continua assim Som do Silêncio!

AS disse...

A mão do silêncio não conhece repouso quando atravessa a noite no teu dilúvio de sentimentos!...


Um beijo...

howards disse...

por onde tem andado esta poetisa anónima? pequeno poema, grandes palavras...tocante...

O pensador disse...

nuca deizes ue o fogo se apague em ti ta?
ai esta realmente a sabedoria de viver intensamente:)
bjoo

José disse...

Nunca deixes.. peço-te que toque no fundo do poço... a regidez do nosso gostar.
Adorei, está aqui muito sentido da vida.

Parabéns miúda apaixonada.

Um beijo sentido.


José

pensamentos_vagabundos disse...

llindo e perfeita dança das palavras com a fotografia...
beijo vagabundo

Anónimo disse...

Nunca deixes...

Nunca deixes... de escrever. *

brisa de palavras disse...

Com um pedido sedutor certamente nunca deixará...
um abraço
brisa de palavras

Anónimo disse...

O pessoal tem que todos os dias alimentar o amor se não...

Anónimo disse...

Ainda mais porque quando toca no fundo do poço pode fazer ... BONC (acabou-se a água)!

}}cleopatra{{ disse...

Não... certamente não deixará!

A imagem é belíssima!!

Beijo soprado

Louco de Lisboa disse...

Tenho andado silencioso, de certeza que tens notado, ando a tentar soltar-me de novo nas palavras... nem visitas tenho feito.
Andei a passear pelo teu blog, sinto-o de forma diferente, sinto que escreves de forma diferente, gosto... antes também gostava, claro. Fazes menos uso das palavras, e isso encanta-me, deve ser por ter mais a ver comigo, deixa... não importa, foi um desabafo!

Kiss, até outro instante!