.................d


27/11/2006

Jogo...

Anda....vamos fazer um jogo!
Sem te ver, quero sentir-te
Sem te tocar, quero sentir-te
Sem te sentir, sinto-te!
Anda....vamos fazer um jogo!
Esconde-te...que eu sigo o teu aroma
Atreve-te....que eu atrevo-me também
Faz de mim a maior cartada...
...pois serei o teu desafio!
Anda....!
(Som do Silêncio)

27 comentários:

O pensador disse...

adorei o poema...um desafio contante:)
bjo

Memórias de Um Sorriso Luso disse...

Jogo sensual...gosto disso

kiss

Anónimo disse...

Podes começar a contar mas nada de batota!! Olha que eu estou a ver! :D

Beijinho grande :)

José disse...

Muito sensual com muita força interior, estou a ficar teu fã da maneira como exprimes o teus momentos.

Um beijo miúda apaixonada.

José

Anónimo disse...

"Esconde-te...que eu sigo o teu aroma"

não leu o Suskind? cuidado....belo poema

Anónimo disse...

Imaginei logo um daqueles jogos de cartas, com muitos charutos e uma atmosfera carregada de tensão... ;)

pintoribeiro disse...

Gostei. Bom dia, abraço,

Sandra Cardoso disse...

A magia às vezes é real!
Beijo

Anónimo disse...

( Eu escondia-me mas o Raf contava-te logo que eu estava debaixo da cama... chibo! )

Beijos para a Som que jamais deve ficar em silêncio..

Noite disse...

esse é um jogo arriscado, muitas vezes jogado, tantas outras vencido, e muitas, completamente, perdido.

pensamentos_vagabundos disse...

um jogo de palavras que se tornam em pensamentos sensuais...
beijo vagabundo

analfabeto disse...

Olá! Som do Silêncio

Que grande jogo!...jogo perigoso!...jogo do apanha!...jogo de olhos vendados!
Nesse jogo alguém perde ou todos ganham?
Está muito bem imaginado. Gostei!

Beijocas analfabetas

Pierrot disse...

E cá estou eu...

Sabes quem sou...?

Não vês pelo meu toque...?

Bjos daqui e que desafio tão bem lançado. Sensual q.b.
Eugénio

.*.Magia.*. disse...

Jogo...
...de sedução e provocação...

As palavras simples, como o sentir do desejo a subir á flor da pele!

Muito bonito!

Cheers

Alex disse...

Fico tentada !

DE PROPOSITO disse...

'Sem te tocar, quero sentir-te'
Pois é. Mesmo com a evolução das coisas e as altas tecnologias hoje existentes, acho dificil que sem tocares, ou sem seres tocada possas sentir o contacto fisico. E neste momento é o que está em causa, o contacto físico. O resto não passa de fantasia.
Fica bem.
Manuel

gosto de ler blogs disse...

Olá!
Li o que escreveste e adorei. Li também os comentários feitos ao que escreveste e se me permites, apenas discordo de um.
"sem te sentir, sinto-te". Esta frase é correcta, pois vejamos, quantas velas não estamos longe da pessoa que mexe conosco, e a sentimos? Quantas vezes só se pensarmos nessa pessoa, arrepiamo-nos? Isso não é sentir?
Para mim é!

Som do Silêncio, desculpa lá este meu comentário, mas a meu ver somos livres de dar a nossa opinião, e eu dou a minha. Amei o que escreveste.
Tens fogo dentro de ti!!

Beijo e abraço

gosto de ler blogs disse...

Perdão, não é velas mas sim vezes!
Acho que entrei no jogo e já via velas por todo o lado!!

Anónimo disse...

Não me importava nada para um desses jogos.

AS disse...

Esse é um jogo em que não há vencidos!...


Um beijo...

pintoribeiro disse...

Bom dia, abraço,

Anónimo disse...

Chibo??? Quem te mandou rir feito um doido quando eu perguntei à jove se estava a ser bom?!?

Carlos Daniel Abasto disse...

Qué bonito poema!!!
Saludos desde Buenos Aires...

PAULO SANTOS disse...

Um hino a cumplicidade dos amantes....
( e mais não digo....)
Adorei o poema!!!

Paulo
um beijo doce para ti!

Rui Castro disse...

Será uma história, um desabafo ou um momento o que nos ofereces Som do Silêncio?
O teu silêncio acaba por ser fascinante, sabias?

Boa noite

Anónimo disse...

Olá! Som do Silêncio

bom dia!
Estou cheio de saudades de todos vocês!
Vou voltar!
O teu post está muito giro.

Beijinhos

Louco de Lisboa disse...

Caminho...