.................d


14/11/2009


Quando não consigo colocar em palavras aquilo que penso, aquilo que sinto....irrita-me.
Como conseguirei escrever o turbilhão de emoções que habitam em mim? Como consigo escrever por exemplo, as dúvidas que por vezes sinto? O que fica aqui são meras palavras...
Como consigo escrever a revolta que por vezes sinto? Sim...ficam palavras escritas, mas e o sentimento? E como conseguirei escrever a amizade, o amor?
São palavras escritas apenas...
.
De facto quando se escreve um texto, ele é feito de emoções e sentimentos, mas falta o essencial. Falta o toque, o cheiro, o arrepio, o sorriso...
Será que alguma vez conseguirei escrever algo que retrate exactamente os meus pensamentos, as minha alegrias, as minhas tristezas?
.
Não sei...
.
(sinto-me sem inspiração, e depois escrevo isto....)
.
.
(Som do Silêncio)

8 comentários:

ςครค ๔ค lยค disse...

Fada Som...

Tu retratastes exatamente a "realidade" de por aqui estar a escrever sobre sentimentos: "Somos pessoas, "Humanos" antes de qualquer coisa, nessa maquina virtual"...Emoções são mais para vivê-las, do que para escrevê-las, e apesar de se poder escrever um sentimento em infinitas formas do nosso vocabulário, o sentir só se faz de uma forma apenas: na pele, na carne, no peito, em nós.

Que o outro pudesse ter a delicadeza de por um dia sentir o que vai em nosso coração e não haveria mais necessidade das palavras...

Meu ENORME beijo
E um caloroso abraço.


Juℓi Ribeiro disse...

Gostei do teu texto.
As vezes me faltam palavras
mas o sentimento sempre fala
mais forte...
Beijo.

Transcendente disse...

Acho que ninguém consegue, pelo menos na totalidade. Digo eu

→a' disse...

Por muito que se queira haverá sempre algo que não se conseguirá dizer apenas por palavras.
Bonito texto, gostei imendo.
bj:)

Edu disse...

oh caramba, falta tanta coisa as vezes.Por isso mesmo escrevemos.
bjus

Tatiana disse...

É assim quando as palavras já não bastam e clamamos presença!

Sua forma de expressar as emoções me encanta!

Beijos com meu carinho e admiração

martinha disse...

beijo em ti

martinha

joão marinheiro disse...

E está tudo muito bem escrito. Fica-nos sempre algo por dizer, dai o misterio da escrita, o dito por não dito ou vice versa, e as perguntas que ficam , e as interrogações que ficam, e o tempo que passa...
beijo a norte