.................d


02/02/2009

.

Dia após dia

Ano após ano...

Essas pedras da calçada já são tuas...

Fazes parte da sua história, assim como elas da tua...

Segues a tua rota...sempre a mesma rota...

Quantas conversas não tiveste com elas...

Quantas confissões não lhes fizeste...

Quantas alegrias não partilhaste...

Quantas mais irás partilhar...
.

.
Dia após dia

Ano após ano...

Quantos amores....quantas desilusões...

Quantas tristezas....quantos desabafos...

Sempre....nas mesmas pedras de calçada...

O mesmo ritmo...a mesma passada!

A mesma canção que te acompanha na caminhada

Que te abstrai do que te rodeia...

Mais um dia e mais outro....

Uma vida!

A tua vida!

Um exemplo de vida!

És tu, as pedras da calçada....e o teu caminho!

As pedras da calçada....tuas confidentes e amigas...

Apenas isso...nada mais!

.

(Som do Silêncio)

8 comentários:

martinha disse...

:)

Obrigada pela visita pelo comentário.

Ah não sabia, sabes?

È fabuloso o que escreves, que bom que existes.

fica bem
martinha

Nilson Barcelli disse...

Excelente poema cara amiga.
Fazes boa poesia, parabéns.
Beijo.

susaninha disse...

Olá Som à muito tempo que sigo o te blog, que é lindo, mas só á pouco tempo é que uma amiga me incentivou e ajudou a abrir um, para mim tu és a mestre dos blogs.
Sem mais palavras...ès simplesmente fabulosa...

Que o anjo da guarda te ilumine.

LORENZO MONSANTO disse...

E o que te respondem e confidenciam as pedras da calçada?

poetaeusou . . . disse...

*
as pedras da calçada,
em histórias, não contadas,
,
narrativas conchinhas, dou,
,
*

Peregrina disse...

O que as pedras da calçada têm para contar...

Carlos Barros disse...

Um belo poema, toda sorte de sentimentos, sensações que fragmentamos em nossas pedras, ao longo do nosso caminho.

Beijo pra ti!

Babes disse...

...E há buracos na "calçada" por falta das pedras que a vida nos arremessa...


Lindo o teu escrever!


Deixo-te a minha palavra... Espero o teu sorriso.

Um beijo meu