.................d


07/07/2008


Muitas vezes pedem-nos demonstrações de amor...das mais variadas formas.
Em palavras, presentes sem significado, que não passam de meras compras praticamente "a pedido", entre outras.
Podem existir muitas, é um facto, mas para mim, uma das mais fortes, senão a mais forte...é quando sou confrontada com imagens deste calibre.
Acontece aqui...e em todo o mundo.

Esta imagem vem do Cambodja.
Aqui, grande parte das vezes, os irmãos mais velhos passam fome, para ajudarem os mais novos...onde o amor é mais forte que a pobreza...

E perdemos por vezes tanto tempo com coisas tão fúteis...

(Som do Silêncio)

16 comentários:

Só Eu disse...

Não posso estar mais de acordo.
Belissimo trabalho e uma fotografia que fala por si.
Parabens
Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
quantos cambodjas,
existem em portugal, amiga,
,
conchinhas de esperança, envio,
,
*

Moon_T disse...

é a infeliz realidade.
são as in-humanidades.
por todo o lado

obrigado

Trapezista disse...

Há gestos que valem por todas as palavras que possam ser ditas... Quando amamos não pedimos amor, damo-lo incondicionalmente...

Um beijo terno,

Trapezista*

Walter disse...

Realmente...perdemos tanto tempo com coisas inuteis...uma chamada à realidade este teu texto!
walter

Siala ap Maeve disse...

minha amiga...sábias palavras e sábio sentir. Somos tão pequenos e ainda nos tornamos mais pequeninos quando nos fechamos em certas mesquinhices ...quando pelo mundo fora imagens como essa são a dura realidade de quem nada mais tem que o amor, a fome, a esperança, a dor...
bjos sentidos

acutilante - frank verlag disse...

Cono dizia a grande poetisa: vemos, ouvimos e lemos, não podemos ignorar!
Mas por vezes ignoramos.

Pecadormeconfesso disse...

E perdemos por vezes tanto tempo

Lunna Montez'zinny disse...

O homem tende a se importar até mesmo com celulites, coisas que não faz diferença na vida de ninguém. Mas se esquece de coisas bem mais significativas. Quem sabe um dia...
Abraços meus

Wolf disse...

é destas coisas que por vezes nos ausenta-mos...

Um dia somos nós todos que iremos mudar.... Todos

Beijinhos queridos Somzito

paula disse...

Existem amores imensos que tornam tudo o resto tão relativo . Existem vidas penosas , cheias de obstáculos mas também de generosidade ... que tornam os nossos próprios problemas tão insignificantes . Sinto as tuas palavras e a tua verdade .
Beijos carinhosos para ti ,
Paula

Angel disse...

Enquanto não percebermos todos...que elas são o nosso futuro...não vamos avançar...um beijinho para ti Simpática..

Azul disse...

Bom dia Amiga!

O primeiro "impacto" ao ver esta imagem é um vontade LOUCA de pegar ao colo. Não só o bebé mas o menino que o segura. E segurá-los bem contra o peito num gesto de protecção de todo o mal e toda a miséria que os envolve.

O segundo, é a revolta. A revolta de pensar que NADA se faz para colmatar, ou pelo menos minimizar o sofrimento destas e de outras crianças espalhadas pelo mundo. Os paises parecem terem a prioridade das suas "preocupações" completamente trocadas. E esquecem-se que são as pessoas que movem o mundo e que lhe dão cor. Principalmente as crianças.

A mim, doi-me profundamente quando vejo imagens como estas.

Existem amores MAIORES sim. E este é sem dúvida um deles.

Um beijinho para ti
Azul

Baraújo disse...

é... muitas vezes damos conta que os nossos problemas passam por coisas que na realidade. tão pouco valor têm.. quantas e quantas vezes se passeia na rua e se ouvem pessoas que o grande problema é algo efémero. quando na realidade tão grandes problemas se encontram pelo mundo fora, por vezes, até na porta do lado sem sabermos...

é preciso um momento para reflectir nas pequenas grandes coisas da vida

beijo terno.
grande homenagem esta

Brain disse...

:x

Um Beijo meu

serpicon disse...

triste..mas lindo AMOR