.................d


15/02/2008


Onde estiveres....estou
O que sentires...sinto
O que quiseres...quero
O que vires...vejo
O que falares...ouço
O que tocares...toco!

Não...não sou a tua sombra...
Sou apenas a imagem que imaginas...
Quando te sentes....só!
Sou o abraço que te conforta...
Quando a solidão te acena!
Sou quem te limpa as lágrimas
Que teimam em marcar o teu rosto!
Sou quem te devolve o sorriso....
Quando pensas que já não sabes sorrir!

Assim....chama-me...e sentes-me!


(Som do Silêncio)

18 comentários:

Por entre o luar disse...

Adorei mesmo:)

e assim somos o que querem que sejamos=P

Beijo e sorriso**

Baraújo disse...

:: SUBLIME ::

a primeira palavra que me veio à cabeça.

a imagem... UAU... olhem-me akeles olhos... magnificos...

a musica... de uma GRANDIOSO MUSICAL que eu adoro e que um dia irei ver a NEW YORK e LONDON...

o texto... o que une os momentos e se dilui no prazer de te ler...

beijo enorme.

PS:: POST SUBLIME ESTE. ADOREI.

Angel disse...

Adoro a foto Simpática...em relação ás palavras não se podia esperar outra coisa...lindo...beijinho bom fim de semana..=)

Jose disse...

Um poema belo como é a tua marca, mas desta a foto deslumbrou-me.

Um beijo


José

Dark-me disse...

Gostei demais!

Qdo se gosta verdadeiramente, quer-se estar sempre presente

Dark kiss

Maria disse...

Muito bom, Som.....
Estar ao lado de, sem ser sombra de.....
Gostei muito

Beijinho

Ana disse...

Sublime este sentir!

Adorei texto,imagem,e musica..tudo em perfeita sintonia

Bjs
Fica bem

Carol Barcellos disse...

"Sou eu quem te devolve o sorriso", que lindo!!! Fiquei encantada com este post, e a foto com aqueles olhos claros tão bonitos e a máscara, dão um ar de mistério, poder e sensualidade à poesia. Tudo na medida mais correta! Excelente post!!!

Beijos e pétalas de cristal!!! :o*

su disse...

Não como um fantasma, mas como um anjo moldado ao coração da Outra Parte.
Como o afago silencioso e amável que se completa completando o Outro.
Como o reflexo daquele que também se dá sem as máscaras que tantas vezes se imõem....
Belo poema. Bela imagem!

E beijos enormes aqui da Teia.

oArtista disse...

Onde estás?
Que sentes tu?
Queres?
Vês?
Ouves?
Tocas?
Não quero sombras, tenho suficientes à minha volta...
Imagino-te...quente como um raio de sol, brilhante e meiga como a água que desliza pelo meu corpo cansado...
Um abraço apertado, um porto seguro, que me proteja da tempestade lá fora...

oArtista disse...

Sabes, deixei de acreditar em surpressa agradáveis.
Hoje...janto sózinho, as cinco voltaram para casa e a sexta ainda não apareceu.
Um beijo...terno

Paula disse...

Adorei a frase "Sou o abraço que te conforta!"

E o poder de um abraço na hora certa é de uma paz tão intensa que nos faz pensar que a vida que levamos afinal faz todo o sentido!
Abraço

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela imagem...Belo poema !
Gostei.
Beijos

© Piedade Araújo Sol disse...

Muito bonito!

:)

Sha disse...

Que te devolva o dobro de tudo o que lhe ofereces!!

Bjinho e bom Domingo
Sha

Ivan disse...

See here

Verdinha disse...

gosto tanto dos teus textos..

variasformasdearte disse...

Muito bem... os nossos sentidos em sintonia ;)

Bjs