.................d


10/07/2007

Parabéns


Lembro-me de quando era criança e gostava de memorizar alguns versos.
Nada de especial...eram versos que todos diziam, mas eu achava na altura que era uma coisa muito importante de se saber.
Recordo com saudade alguns momentos, outros já nem constam do meu livro de memórias...
Lembro-me particularmente de um episódio que hoje quero partilhar.
Eu devia ter uns 4/5 anos, não mais.
Um menino da minha rua fazia anos. Tinhamos uma paixão louca um pelo outro. Andávamos sempre de mão dada, e diziamos a todas as pessoas que eramos um "casau de mamuados".
Lembro-me que eu estava muito contente pelo aniversário dele, mas muito preocupada porque ainda não tinha pedido à minha mãe para lhe comprar a prenda.
Com a brincadeira, acabei mesmo por não pedir, e isso deixou-me incomodada, principalmente quando ele chegou perto de mim e disse "mamuada, o meu pesente?".
"Espeia um pouco mamuado, volto já já". Corri para casa, e apanhei um malmequer pelo caminho. Entrei em casa, peguei numa caneta azul e tentei a todo o custo pintar as pétalas da flor. Claro que não saiu grande coisa, mas para mim, na altura, aquilo estava uma verdadeira maravilha.
Quando cheguei perto dele, além das mãos, tinha a cara e braços todos azuis :-)
Disse-lhe: "Sabes, eu xei um verso pa ti. É axim. Não tem cavos nem osas puque não tenho jardim. Dou-te esta fôr azul pa que te lembes xempre de mim".
Nunca esqueci este episódio.
Porque o escrevo hoje? Porque hoje uma pessoa amiga faz anos, e nem a prenda lhe comprei....mas ofereço-lhe uma flor azul, para que nunca se esqueça de mim! E uma flor é sempre uma flor....
Parabéns!

(Som do Silêncio)

14 comentários:

suruka disse...

Olá
A infancia essa viagem que aqui nos convidas a fazer.

Gostosa sempre.
Muito engraçado o que nos contas aqui.
É a inocencia mas tambem a verdade sentida da vida.

Linda infancia a tua.
Por isso agora és linda por fora e por dentro.
Parabens.
beijos

Catarina Sousa disse...

Olá Som

Isto é o que se pode chamar ter carinho e afecto por alguém, e tu descreveste da melhor maneira!
De certo que o/a aniversariante de hoje não te vai esquecer. Não só pela flor azul, mas também pelas tuas palavras!
És muito doce!

Beijinho grande

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Mamuada, ainda guardo a flor...

:P

Parabéns à pessoa amiga!

Para ti un litle kiss, veri litleeee......

Até outro instante

Rafael Velasquez disse...

infância...

Azul disse...

Olá Som do Silêncio!

É tão bom guardarmos boas recordações da nossa infância e das pessoas que fizeram parte dela.

Sabes... tenho a certeza de que esta prenda que ofereces á tua amiga terá muito mais valor do que qualquer outra. :)

Um beijinho para ti e Parabéns à tua Amiga

João disse...

assim fossem todos os silêncios de ternura ouvidos

Brain disse...

Silêncio,

Não foi a flor,
Nem a prenda,
Nem a falta dela.

Foste tu,
Tal como o estás a ser hoje!

Parabéns à tua amiga,
Parabéns a ti, por a teres e a seres nessa conta.

Beijo meu.

cõllybry disse...

Quando a infancia é bonita, ´bom relembrar...

Bjca doce

Maria disse...

Deliciosa esta estória...
Gosto da expressão "casau de mamuados"... Ternura!

Dá então um abraço de parabéns ao teu Amigo.....

Beijinho, quase quase a voar

Fofa disse...

Os bons amigos lembram-nos a infância.

Eu dou os parabéns à tua amiga e peço-lhe que tos dê também a ti!
Porque a ternura e inocência com que marcas o aniversário dela é o espelho da forma como sentes e vives a vossa amizade: genuína, inocente, original, desinteressada - como as crianças!

E isso, Som, é hoje em dia cada vez mais raro!

Bjo fofo!!

Cocas disse...

E acredito que foi a melhor prenda que ela recebeu :)
Beijos

Pequenita disse...

tao lindo o k escreveste c mta ternura ;)

beijocaaaaaaaaaaaaaa
Quando o teu Corpo e o Meu...
www.pequenita.blogs.sao.pt

Marciano disse...

Que sensação indescritível que é, ouvir teus sons.

brisa de palavras disse...

Há coisas que ficam sempre gravados na memória e às vezes vêm ao de cima , sem sabermos como nem porquê!
um abraço
brisa de palavras