.................d


07/12/2006

Para recordar...


Não consigo dominar
Este estado de ansiedade
A pressa de chegar
P'ra não chegar tarde
Não sei de que é que eu fujo
Será desta solidão
Mas porque é que eu recuso
Quem quer dar-me a mão
Vou continuar a procurar
A quem eu me quero dar
Porque até aqui eu só:
Quero quem
quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem
Quem não conheci
Esta insatisfação
Não consigo compreender
Sempre esta sensação
Que estou a perder
Tenho pressa de sair
Quero sentir ao chegar
Vontade de partir
P'ra outro lugar
Vou continuar a procurar
A minha forma
O meu lugar
Porque até aqui eu só:
Estou bem
aonde eu não estou
Porque eu só quero ir
Aonde eu não vou

12 comentários:

Louco de Lisboa disse...

Só estamos bem onde não estamos e nunca contentes com o que temos, preferimos sempre o que não temos...

Que o dia de hoje seja teu amigo!
Até outro instante, KiSs

(uma boa recordação)

OBS:Pena não conseguir ver a hora, mas foi perto da minha ;)

Louco de Lisboa disse...

Ahhh... ía esquecendo, gosto mais dessa foto.
Ssshhiiiiiiiuuuuuu...
(tem mais a ver contigo)

Anónimo disse...

Que interesse haveria na vida se deizassemos de nos procurar...

Beijinho

Anónimo disse...

Deixássemos é o que é!!!

Beijinho

José disse...

Gostei da ideia ao ir buscar a letra de uma musica de António Variações.
Vale imenso pelo o que poema transmite.

Um beijo miúda apaixonada.

José

PS: Vou pegar na ideia tua e também lançar um poema dedicado há mulher de uma balada.

Anónimo disse...

No fundo é sempre assim a vida de quem procura viver cada momento e acaba por traduzir muitos desses momentos em insatisfação...

ET

pensamentos_vagabundos disse...

linda foto e grande canção....
beijo vagabundo

Anónimo disse...

Também não era caso para fazer aquilo à moçoila...

José disse...

Miúda apaixonada, permita que lhe diga que gostava mais da foto de apresentação que tinha antes, transmitia um sorriso pelo olhar.

Obrigado pelo comentário que fizeste ao meu pensamento,
é complicado estarmos com as pessoas que amamos e ao mesmo tempo sentirmo-nos sós.


Um beijo miúda apaixonada.


José

Just_me disse...

Gostei do teu post... voltarei cá..
:o)

Thiago Forrest Gump disse...

Beleza de versos!

O nosso estado de espírito reflete a nossa vivência.




Bom fim de semana

Anónimo disse...

A minha avó costumava dizer:

Tu nunca estás contente com os ovos...

Nunca percebi bem esta frase mas deve ter tudo a ver... :)

Beijinho grande!