.................d


05/11/2006

Este Domingo....

Foi conhecida a sentença de Saddam Hussein.
Comentar tal acto não é muito fácil, pois se por um lado sabemos o monstro que ele foi....será a morte que o castigo será mais aceitável?
Morte é sempre morte...
Não será um castigo muito leve?
Morte já ele a conhece, mandou matar tantos homens, mulheres, crianças..., mais uma morte menos uma morte para ele não lhe faz grande diferença.
Aos 69 anos é este o castigo que lhe dão?
Isso até ele agradece....



Quando teve conhecimento da decisão do alto tribunal iraquiano...reagiu em voz com indignação .... "Deus é Grande" e gritou " longa vida para o Iraque".
Foi condenado à forca...
Lá está. Pelo menos não será apedrejado até à morte como as mulheres islâmicas.

Eu até tinha um bom castigo...
Obrigava-o a sofrer na pele aquilo que ele obrigou tantas pessoas a sentir...sem dó nem piedade!
Estarei a ser cruel?
Vendo bem as coisas....não se pune um crime com outro crime. Não se faz justiça com uma injustiça. Matar Saddam Hussein é transformá-lo num mártir, sem o punir verdadeiramente.
Não sei...talvez, mas a minha consciência está tranquila ao escrever isto.

Ok, o dito dia será em 19 de Junho!!! Se ele for inteligente, e até é, até lá, ainda lhe dá alguma coisinha e ainda se safa!!

Bem, seja como for....era bom que o Mundo abrisse os olhos....e tentasse julgar também os outros "Saddam Hussein" que andam por aí...e que resto momento estão a cantar de galo.
Na Europa..América (neste nem digo nada, pois o que sinto em relação a esta coisa.....sim, porque para mim é uma coisa, passaria o resto da noite a escrever), o que não faltam são "Saddams"!
Será um começo?
Espero bem que sim...

(Som do Silêncio)

10 comentários:

José disse...

Estou a 1000% de acordo contigo, só espero que a outro Saddam ( Busch ) também um dia avenha a ser julgado.
Ele a mais a treta da democracia dele.
Um beijo e obrigado eplo teu comentário no meu blog.

José

asdrubal tudo bem disse...

Isto é tudo uma hipócrisia do pior. O tipo é sem dúvida um salafrário da pior espécie mas fui julgado e condenado pelo genocidio dos curdos crmes esses que foram cometidos quando ele era apoiado pelos estados unidos e eles sabiam o que ele fazia e nada fizeram na altura o mesmo se passa com o bin laden apoiaram-no com tudo e agora sofrem as consequências.

Sandra Cardoso disse...

Ao condenarmos alguém à morte, também estamos a matar ... onde está a inteligência? Quem nos julgará? Qual será a nossa pena?

Partilho da tua opinião: o castigo "é muito leve".

Anónimo disse...

Olá..

Saddam, cometeu muitos crimes, foi julgado, foi condenado. Muito bem, estou de acordo.
Discordo da sentença, pois sou contra a pena de morte.

Saudações da Madeira
Bj

RPM disse...

olá amiga!

Saddam Hussein foi julgado...APENAS não gostei da condenação à pena capital....A lei deveria ser outra e deveria ser mais humanista.....

abraço amigo

RPM

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Claro que o Saddam foi um tirano, mas o Iraque continua um grande problema, com aquela gente a sofrer diversas tiranias simultâneas. Têm o azar de haver petróleo por lá... E nada justifica a pena de morte...

Miguel

Eurico de Carvalho disse...

Quanto ao «carniceiro de Bagdad», já se disse tudo. De nada vale renovar os epítetos. Tratando-se de um ditador, não merece lágrimas. Mas não podemos ignorar o contexto político da sua condenação nem o «timing» da sentença! Seria ingenuidade pensar o contrário, atendendo ao calendário eleitoral norte-americano. Por outro lado, quem defende a «pena de talião» corre o risco de confundir justiça com vingança.
Um abraço!

Anónimo disse...

"Deus é grande!"
"Alá!"
"Viva o povo Iraquiano."
"Fora os invasores."

Tá calado meu palhaço, vais morrer :) Eheheheheh!

Memórias de Um Sorriso Luso disse...

Falar é fácil quando se é espectador de tv,ou de meios jornalistícos.
Só quando se está no "sitio" e se vê bem o que se passa se pode fazer afirmações.
Não vou aqui expor as minhas ideias sobre o Iraq porque daria para mais que um blog(quem sabe um dia escreva um livro) mas só gostaria de dizer que não sou só contra a pena de morte, mas simplesmente contra a morte.
Quem mata para justificar uma atrocidade, não vinga as mortes, mas passa para o lado do assassino.

Quanto a Saddam, deixemos que se faça história.

Um beijinho grande

O Anarquista Duval disse...

Vocês têm todos muita razão, realmente ele não fez grandes atrocidades que mereçam a pena de morte...o que é que são 150.000 curdos? se forem ao meu blog, podem ver lá fotos que acho que justificam uma qualquer morte dolorosa para esse senhor!

um abraço e...(neste caso)l,
VIVA A PENA DE MORTE!